Um carmelitano com muita história pra contar completou ontem, 25, noventa e três anos de idade. Nascido em 25 de setembro de 1.927, Antônio Adauto Leite é um dos homens mais conhecidos e respeitado de Carmo do Rio Claro.

Nasceu na zona rural na fazenda Córrego Bonito, é casado com Maria Aparecida Moreira de Araújo Leite, a tia Cida professora de Artes como é mais conhecida. Tem apenas 1 filha, Suzana de Araújo Leite Hervas e duas netas, Maria Júlia leite Hervas e Ana Flávia Leite Hervas.

Sr. Antônio Adauto e sua filha Suzana. 

A história de Antônio Adauto Leite se confunde com a história da cultura carmelitana, pois, desde 1.969 ele coleciona um acervo riquíssimo de peças indígenas que deram origem ao Museu de Arqueologia Indígena que leva seu nome e conta com mais de 3 mil peças catalogadas sendo considerado o maior do gênero na América Latina.

Segundo relatos antigos de Antônio Adauto, os índios que habitavam a região eram os Catu-auá, conhecidos também como Cataguases. Já os Tupi-guaranis também vieram para o interior, na época escravizados pelos colonizadores.

As mais de 03 mil eram até então abrigadas em sua fazenda Panorama que foi visitada por milhares de pessoas de diferentes localidades como estudantes e pesquisadores.

As maiores peças guardadas por Antônio Adauto são as igaçabas, uma espécie de urna onde eram “depositados” os corpos dos índios depois de mortos.

Em 2011 as peças do Museu foram trazidas para a cidade e no dia 16 de julho foi inaugurado o espaço totalmente dedicado a ele, no mesmo prédio onde no passado destinou-se ao Colégio Sagrados Corações e já representava um símbolo da cultura local.

Na inauguração, Antônio Adauto Leite foi quem primeiro se pronunciou, “é o dia mais feliz da minha vida, me sinto um menino que acaba de ganhar um presente e quer mostrá-lo a todos”, disse Antônio ao convidar as pessoas para que conhecessem o Museu.

De lá pra cá, até o começo deste ano antes da pandemia, o Museu era visitado diariamente por pessoas de toda a região, do estado e de várias partes do país. Estudantes de diversas escolas já estiveram no local para conhecer e fazer pesquisas sobre o assunto.

Atualmente as visitas estão suspensas e em breve o local receberá uma ampla reforma com a troca do telhado e a construção de uma rampa de acessibilidade para que tão logo volte a fazer parte do cotidiano carmelitano.

Por conta da idade avançada, a saúde de Antônio Adauto Leite anda um pouco fragilizada e ele está internado no Hospital São Vicente de Paulo.

Sem dúvidas, é um carmelitano que merece todas as homenagens por tudo que fez pela Cultura de nossa cidade.

Shark News by Shark Themes