Uma frente fria está se aproximando da região sudeste do Brasil e deve causar mudança no tempo com uma queda acentuada nas temperaturas em Minas Gerais a partir do final de semana. A umidade do ar também aumenta, com possibilidade de chuva leve já nesta sexta-feira em Belo Horizonte e chuvas isoladas nos dias seguintes.
Nesta sexta-feira (10/6), a mínima em Belo Horizonte é de 14º, com máxima de 26º. A previsão é de céu nublado e há possibilidade de chuva leve pela noite.
No Sul de Minas, Zona da Mata e Campo das Vertentes, a previsão é de chuva forte entre a quinta e sexta-feira (10/6). No final de semana, as temperaturas caem e a probabilidade de chuva diminui.

Final de semana de frio

Atrás da frente fria, chega uma massa de ar polar vinda do sul, que deve causar uma queda acentuada da temperatura. A previsão é de vento forte, em especial pela manhã, que aumenta a sensação de frio.
O frio chega ao Sul de Minas e ao Triângulo Mineiro já neste sábado. A partir do domingo, o frio se alastra pelo estado, com possibilidade de geada na região Sul.
A mínima será de 3º na Serra da Mantiqueira. Em Belo Horizonte, as temperaturas devem ficar entre 15º e 24º no domingo, com previsão de chuva fraca, isolada e ocasional. A umidade relativa do ar esperada é de 90% pela manhã e 40% pela tarde.
Na semana que vem, as temperaturas caem ainda mais. A mínima, a partir desta terça-feira, será de 12º em Belo Horizonte. Em Monte Verde, no Sul de Minas, a mínima será de 3º, com máxima de 14º.
Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia.

Massa polar e frente fria

Segundo Ruibran dos Santos, do ClimaTempo, frente fria é uma região que separa duas massas de ar com características diferentes. Temos, agora, uma massa de ar quente atuando e uma massa de ar fria vindo do sul. A região que separa as duas massas é a frente fria, com pressão atmosférica baixa que favorece a formação de nuvens e ocorrência de chuvas.
Já a massa de ar polar é uma massa de ar gelado, com milhares de quilômetros de distância. Essa massa polar está atuando agora na Argentina, passará pelo sul do Brasil e chega até o litoral sudeste, acrescentou Ruibran. Essa massa de ar deve trazer muita umidade do oceano atlântico para o continente.

Shark News by Shark Themes