O instituto de pesquisa F5 Atualiza Dados com sede em Alterosa tem sido processado em várias cidades do estado de Minas Gerais.

Em Governador Valadares segundo reportagem do site oolhar.com.br a candidata Fernanda Rodrigues da Silva uma representação na justiça eleitoral no último dia 13 contra uma pesquisa realizada na cidade pela empresa F5. Segundo a candidata, o seu nome não constava na lista do questionário feito pelo instituto.

Em Ribeirão das Neves, de acordo com matéria publicada no jornal Estado de Minas, o candidato Robinho de Neves, também reclamou de não ter seu nome presente nos cenários levantados pela F5 Atualiza Dados, que promoveu pesquisa sobre as intenções de voto no município. Sobre isso, a empresa inclusive divulgou uma nota reconhecendo o erro.

Questionamentos contra a F5 Atualiza Dados também ocorreram na região. Em Machado, conforme publicado pela Folha Machadense, a candidata Adriana Lemos ingressou com ação alegando irregularidades na pesquisa realizada pela F5 Atualiza Dados Ltda., e divulgada pelo jornal Estado de Minas e pela TV Alterosa.

Para o PSL/PSDB, além da pesquisa ter sido divulgada antes do prazo estipulado pelo registro junto ao Cartório Eleitoral, a enquete teria grave vício que caracterizaria irregularidade. Segundo os advogados que ingressaram com a ação, a não apresentação do modo de parametrização da pesquisa pode ocorrer em distorções irreparáveis.

Parametrização seria a relação numérica de pessoas entrevistadas por bairros. “Não se realiza nenhuma diferenciação entre os respectivos bairros e quantas entrevistas devem ser realizadas em cada um”, destacam os advogados na ação.

Em Lavras, o site Mais Vertentes mostra que a candidata Dâmina Pereira, entrou no dia 9 de outubro com uma ação na Justiça Eleitoral pedindo a suspensão da divulgação da pesquisa realizada pela empresa de consultoria empresarial e de pesquisa F5 Atualiza Dados.

No pedido da ação, segundo a candidata, “a pesquisa não teria cumprido requisitos essenciais exigidos como, por exemplo, a divulgação do nome do contratante da pesquisa.
Sobre a pesquisa realizada em Carmo do Rio Claro entre os dias 14 e 15 deste mês, a empresa divulgou a seguinte nota:
“A F5 Atualiza Dados Ltda., pessoa jurídica de direito privado é um instituto de pesquisa de opinião pública que prima pela verdade. Para tanto dispõe de um sistema digital de coleta de dados atualizado, que gera, sem interferência, o resultado das pesquisas que publica.
A F5 repudia e não coaduna com toda e qualquer manipulação de resultados, ou está a mercê de grupos políticos ou interesses escusos. O único compromisso que norteia as ações da F5 é a verdade, o retrato fiel do
momento político que a localidade pesquisada atravessa no exato instante da realização da pesquisa. Sabemos que a verdade a alguns agrada e a outros decepciona, mas entendemos também que a verdade é única, libertadora e mais do que nunca necessária.”

Shark News by Shark Themes