A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou que está mantendo contatos com autoridades de diversos países envolvidos em projetos de desenvolvimento de vacinas contra a COVID-19, mas ainda não há acordo firmado para garantir doses do imunizante. Ainda assim, a pasta destaca que o governo estadual está preparando a rede assistencial de saúde para a vacinação, quando disponível. “Toda vacina licenciada no Brasil percorre diversas fases de avaliação, desde os processos iniciais de desenvolvimento até a produção e a fase final, que é a aplicação, garantindo assim sua segurança. Esses processos de avaliação técnica de novos medicamentos são realizados em nível federal pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”, informou em nota.
Na segunda-feira, o governador de São Paulo, João Doria, fez a promessa de vacinar toda a população do estado de São Paulo até fevereiro de 2021. É pouco provável que a meta seja cumprida, disse o biólogo Luiz Almeida, que acompanha os avanços da CoronaVac, vacina contra a COVID-19 desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan.
O total de casos de COVID-19 em Minas Gerais continua subindo, assim com o número de óbitos. De segunda-feira para ontem, foram notificados mais 2.039 diagnósticos no estado, elevando o total de pessoas infectadas a 273.233. Também foram registradas mais 37 mortes, e, com isso, os óbitos totalizam 6.764 desde o início da pandemia. Os dados são do boletim da Secretaria de Estado de Saúde.
O cerco do vírus também vai se fechado no total de municípios mineiros. Na segunda-feira, ainda havia 10 cidades sem casos da doença. No entanto, conforme o levantamento da Saúde, o número caiu para nove.

Shark News by Shark Themes