A segurança contra a COVID-19 parece estar mais longe do que se imaginava até agora. A vice-diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mariângela Simão declarou que o Brasil não terá vacinação em massa contra a Covid-19 em 2021.

“Não vai ter vacina suficiente no ano que vem para toda a população, então o que a OMS orienta é que haja uma priorização: vacinar profissionais de saúde e pessoas acima de 65 anos ou que tenham alguma doença associada”, disse.

Ela também acredita que  “com tudo correndo bem”, existam “duas ou três vacinas aprovadas” até o fim de 2021.

Nessa segunda-feira, uma das vacinas em testes no Brasil precisou suspender o procedimento: a desenvolvida pela empresa Janssen-Cilag Farmacêutica Ltda, divisão farmacêutica da Johnson & Johnson, após efeito adverso em um voluntário no exterior.

Shark News by Shark Themes