Passados 2 anos de dor e angústia, a dúvida ainda paira sobre o pensamento da Sra. Maria Lúcia Benedito, mãe do carmelitano Felipe Tadeu. Nesta segunda-feira (27), o seu desaparecimento completou 2 anos, e até hoje, a família não tem respostas sobre o que realmente aconteceu.

Felipe desapareceu no início da noite do sábado dia 27 de junho de 2020. Ele estava na região do Turvo, em Capitólio em uma lancha com amigos. O trabalho de buscas começou na manhã do dia seguinte, domingo 28 de junho e durou 18 dias. Equipes do Corpo de Bombeiros trabalharam intensamente na água fazendo buscas na região. A operação teve auxílio, inclusive, de um helicóptero enviado pelo CISSUL / SAMU, de Varginha.

A Polícia Civil instaurou inquérito e ouviu todas as pessoas que estavam na lancha junto com Felipe Tadeu na hora do desaparecimento.

O Corpo de Bombeiros, por sua vez, disse que a profundidade da água prejudicou as buscas.

Em suas redes sociais, a Sra. Maria Lúcia Benedito deixou mais um desabafo. Leia na íntegra:

“Bom, maioria das pessoas sabem que meu filho Felipe acabou caindo na água de Capitólio, e hoje eu vim falar que hoje exatamente no dia 27/06/22 está completando dois anos de seu desaparecimento. Eu, Lúcia mãe do Felipe pergunto onde está o meu filho Felipe? Alguém consegue me responder? Não! Infelizmente não podem me responder. É meu direito de mãe que preciso saber onde meu querido filho está. Eu, seu pai, seus irmãos e sobrinhos oramos todos os dias. Quero que saiba que onde você estiver que Deus, o nosso pai misericordioso e que a luz do espírito santo te aqueça, te dê paz ao lado de nosso senhor Jesus Cristo e o nosso pai. Queremos (sua família), que saiba que amamos você de todo nosso coração e onde você estiver, Deus está cuidando de você e também com sua doçura você estará brilhando até nos lugares mais escuros de sua eterna vida. Te amamos meu filho.”

Shark News by Shark Themes