Diante das indagações da população sobre a confiabilidade dos testes rápidos utilizados para detecção da COVID-19, a Secretaria Municipal de Saúde esclarece alguns pontos importantes.
Os testes rápidos adquiridos pelo Município são registrados pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e avaliados pela Fundação Osvaldo Cruz, a FIOCRUZ.
Eles são realizados nos pacientes notificados que apresentam sintomas e nos contatos do mesmo domicílio.
Faz-se necessário entender que para maior confiabilidade do resultado, os testes devem ser realizados no décimo dia de sintoma ou de contato com alguém que tenha sido caso confirmado, conforme atualização técnica ao protocolo de infecção humana pelo SARS-COV 2.
Testes realizados fora do prazo, ou seja, antes do décimo dia podem sugerir resultados errados e com isso colocar em risco tanto o paciente como os seus contatos mais próximos.
Ainda de acordo com a atualização técnica, uma vez tendo sido testado positivo, a conduta correta é o isolamento, mesmo que o paciente tenha realizado outro teste com resultado diferente.
Para testar a confiabilidade, o município realizou testagem utilizando teste rápido em um médico que havia confirmado positivo por PCR, método considerado o mais eficiente, e todos os resultados do profissional foram compatíveis.
A Secretaria Municipal de Saúde salienta que é inadmissível aceitar que algumas pessoas sem conhecimento técnico digam que os testes estejam sendo adulterados, e se coloca a disposição para tirar quaisquer dúvidas que se façam necessárias sobre os procedimentos.
Os profissionais envolvidos na Secretaria Municipal de Saúde não trabalham com achismos e sim com normas técnicas já que os testes são de extrema importância para monitoramento da circulação do vírus e com isso ter condições de tomar as decisões mais acertadas para prevenir o aumento excessivo dos casos.

Shark News by Shark Themes