Na reunião da Câmara Municipal realizada nesta segunda-feira (20), um dos assuntos discutidos foi a segurança pública em Carmo do Rio Claro.

O vereador Wilber Moura anunciou que um vereador de Ilicínea virá ao Carmo para conhecer Projeto de Lei de sua autoria que autoriza a prefeitura a incentivar a criação e ampliação do projeto Redes de Vizinhos Protegidos. O projeto diz que o município pode disponibilizar as câmeras, a construção da guarita e também os computadores.

Wilber lembrou que já está na conta da prefeitura, o valor de R$ 100 mil enviado pelo deputado estadual Antônio Carlos Arantes para a compra de câmeras de monitoramento na cidade.

O vereador Cristian Reis Leandro (Cristian da Ambulância), comentou que a rede de vizinhos protegidos no bairro Nossa Senhora de Lourdes, teve o apoio essencial do morador João Paulo. “Esse projeto precisa de alguém responsável por ele, que se dedica e corre atrás, aí sim dá certo.”

O vereador José Joaquim da Silva (Zé Pequeno), disse que em São José da Barra é feito o monitoramento na entrada da cidade. Segundo ele, 4 câmeras filmam quem entra e sai da cidade.

O vereador Elton Reis da Costa disse que enquanto esteve como  Secretário de Governo na prefeitura, que o assunto já vinha sendo discutido com o prefeito, porém, segundo ele, não se resume apenas em comprar câmeras de segurança, é necessário uma central de monitoramento e pessoas responsáveis para execução.

A vereadora Najara Ávila sugeriu a criação da Guarda Municipal. Disse que, seja como for, é preciso começar. “Todo começo é difícil, mas tem que começar, nem que seja aos poucos, não dá só pra ficar falando que vai fazer e o tempo tá passando.”

O presidente da Câmara Municipal, Antônio Marcos Esteves (Marcos do Joaquim Batista), disse ter participado de reuniões em Alfenas e Poços de Caldas. Revelou que 16 cidades da região são consideradas pontos estratégicos. E que essas cidades, incluindo Carmo do Rio Claro, terão que implantar o monitoramento por câmeras inteligentes.

Shark News by Shark Themes