A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou, nessa segunda-feira (13/6), que recebeu a notificação do segundo caso suspeito da varíola dos macacos, agora em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro.

Mais cedo, o Estado de Minas mostrou que o primeiro caso da doença é investigado em Uberlândia, também no Triângulo. A vítima, um homem de 41 anos, estava internada em um hospital privado da cidade, onde morava, e morreu no último sábado (11/6). Ele trabalhava em Araguari como policial penal.

No entanto, conforme o comunicado da SES-MG, os dois casos em Minas não têm histórico de deslocamentos ou viagens para o exterior. “Dentre os contatos próximos, ainda não há nenhum caso sintomático”, pontua trecho da nota.

O sexo, a idade e o quadro clínico do paciente em Ituiutaba não foram informados. “Demais dados quanto aos casos não serão divulgados para preservar a privacidade e individualidade dos pacientes, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGDP)”.

Por fim, a SES-MG informa que, para o diagnóstico laboratorial, os municípios estão sendo orientados a realizar coletas das amostras para análise pela Fundação Ezequiel Dias (Funed).

Casos de varíola dos macacos no Brasil

O caso mais recente da doença no Brasil foi confirmado na noite desse domingo (12/6). O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul notificou uma ocorrência de “caso importado” da varíola dos macacos. É o terceiro no Brasil.

O diagnóstico laboratorialmente foi dado pelo Instituto Adolf Lutz de São Paulo. Trata-se de um paciente residente em Porto Alegre, do sexo masculino, de 51 anos, que viajou para Portugal, com retorno ao Brasil no dia 10 deste mês.

“O paciente está em isolamento domiciliar, junto com os seus contatos, apresenta quadro clínico estável, sem complicações e está sendo monitorado pelas secretarias de Saúde do estado e do município”, diz nota divulgada pelo Ministério da Saúde.

A Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou, no dia 11, o segundo caso de varíola dos macacos no Estado. A doença foi detectada em um homem, de 29 anos, que está isolado em sua residência em Vinhedo, no interior do estado.

Antes disso, no dia 9 deste mês, o governo paulista confirmou o primeiro caso no país. Trata-se de um morador da capital paulista que está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, com boa evolução do quadro clínico.

Via Estado de Minas

Shark News by Shark Themes